Doce Amargo



Essa não é uma carta de amor…

Se eu disser que é uma carta de: “eu gosto muito de você mas não podemos ficar juntos porque eu sou idiota demais”, melhora?!?!
Acho que nem melhora, talvez piore todo o contexto das palavras que eu quero dizer pra você.
Sabe o que acontece? Eu gosto de você. Gosto muito mesmo, nem sei mensurar quanto. Gosto do jeito que você me trata, como você me olha, o jeitinho que você pega minha mão e envolve com a sua, seus dedos compridos e finos, ante aos meus dedinhos pequenos e gordinhos.
Parece que você me protege, mesmo que você não me abrace forte (esse é um dos motivos preu hesitar, eu amo abraço apertado sabe?) ainda sinto todo o carinho que você sente por mim. É uma ternura e uma proteção tão linda, tão doce e inocente.
Como um conto de fadas, ou coisa parecida.
Mas nem é… talvez a fantasia seja feita pelos momentos bons que a gente passou junto, e foi tão pouco tempo… e passou tudo tão rapidamente que às vezes eu sinto como um borrão de luz. Esquisito demais…
Quando eu tenho raiva eu listo todos os defeitos que encontrei em você. Me irrito com sua incapacidade de se comunicar abertamente, seu jeito calado, seu não abraço. Quando você quer saber uma coisa de mim e pergunta a terceiros, isso me irrita tanto, mas tanto que se você soubesse quanto nunca mais faria isso.
Seu jeito desengonçado de andar, seu boné que eu odeio, sua bolsa que você não larga por nada nesse mundo.
Eu acabo vendo em você todos aqueles estigmas de menino do mato, que eu tanto luto contra.
Eu gosto de sair, gosto de balada, gosto de dançar forró, gosto de brincar e rir com as pessoas que me rodeiam, gosto de ser livre.
E gosto de você.
Mas meus preconceitos idiotas, minha estupidez e mais um monte de neuras me fazem cada vez mais distante… E não pense nunca que não gostei de você, gosto sim, muito.
Mas ainda preciso crescer muito pra encarar algo com você.
Desculpa.
não dá mais.

Anúncios

Trackbacks & Pingbacks

Comentários

  1. * *Lusinha* says:

    É preciso muita coragem para assumir que se gosta de alguém e não ficar com essa pessoa…
    Bjitos querida!

    | Responder Publicado 9 years ago
  2. Muito bonito o texto, nayara. É realmente muitio díficil ter de partir quando não se tem vontade…espero que faça o que for melhor pra vc.
    beijos e obrigada pela visita “providencial”

    | Responder Publicado 9 years ago
  3. * Eloisa says:

    Adorei vou copiar e colar aki no word pra deixar guardado! chega ser tipo 10 coisas que eu odeio em vc! rs

    Bjinhosss!

    | Responder Publicado 9 years ago
  4. * Nana says:

    Ai, Nary… que saudades de conversar com vc! Queria tanto entender direitinho o que tá se passando na sua vida…

    Fica bem, ok?
    Beijo

    | Responder Publicado 9 years ago
  5. * Eloysa says:

    Nary pode deixar q eu dou os créditos viu!rs Bjss

    | Responder Publicado 9 years ago
  6. * Maurizio says:

    vim para conhecer teu blog, muito bom , gostei.
    Apareça.
    Maurizio

    | Responder Publicado 9 years ago
  7. * Cris says:

    Nossa, tocante isso… Amar e perceber que não dá certo… Tem que ser forte pra aceitar isso… Muito bom o texto! Bjos! =**

    | Responder Publicado 9 years ago


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: